terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Oportunidade: Interpretação e tradução de línguas estranhas e interpretação de sonhos

O título do blog, cientista de Deus, não é atoa. Estou fazendo estudo de coisas relacionadas a Deus. Isso inclui o espírito santo.

Para quem não sabe, há um dom espiritual muito comum nas igrejas pentecostais, o dom de orar em línguas estranhas.

Eu busquei o dom de interpretação. Tenho um espírito que eventualmente dá interpretação.
Mais que isso, criei uma teoria de que na verdade estas palavras tem sentido, são lógicas, são construídas, inclusive com aglutinações e elaborações com palavras humanas, inclusive do português, inglês, ou outras.

Eu tenho razões para isso, e tenho de defender a minha crença: de que as palavras podem, com seus devidos contextos, serem não somente interpretadas mas também literalmente traduzidas, após compreensão suficiente de como o sistema funciona.

Uma das coisas que me levou a crer nisso foi um testemunho que ouvi numa igreja contando sobre um homem que repetia sempre a mesma palavra, triste pelo vocabulário tão simples, não sabendo o porque, até que alguém deu uma revelação que a palavra significava "santo". Nesse caso, portanto, havia uma correspondência entre o som que ele emitia e uma palavra humana.

não sei qual era a palavra, a história foi contada por um terceiro, um pregador.

Meus estudos, que estou disposto a compartilhar com os interessados, incluem sim a compreensão de que uma palavra pode ter mais de uma expressão interpretável. As palavras, segundo meus estudos, seriam como "obras de arte" de vocabulário.

A exemplo, "osaba" e "osabatosa". Já falei essas palavras, várias vezes.

me foi dada a interpretação de que "paz", "sabedoria", "fé" tinham ligação com o vocabulário em questão. Antes que eu soubesse de uma compreensão mais literal.


"Osaba". Seria um jogo de silabas, palavras, e letras... Seriam no caso desta interpretação (pode haver mais de uma correta para a mesma palavra) "O, saiba", algo mais como "Oh, saiba". A ideia é ser como um "gemido inexpremivel", algo que tem que ser falado mesmo que com gemido, mesmo que sem falar abertamente.

"Osabatosa" tem um jogo novamente, mas o vocabulário é o mesmo. O começo, "O saba" como "Oh, saiba" é o mesmo sentido. "Oh, saiba para aprender", seria uma interpretação. Eu explico: "Oh, saiba para saber", com um "pedaço" desse saber. o "to" seria o para em inglês.

A palavra quer dizer "Oh (como um gemido inexpremivel, algo que tem que ser falado), saiba para saber". E ainda: nem que seja só para saber. Nem que seja só um pedaço, como só o "sa" do "saber", ou "sabedoria".

Essa palavra também já me foi interpretada como "fé". A tradução literal da palavra para a palavra fé parece impossível, mas apartir do reconhecimento de que fé é conhecimento fundamental, e de como se interpreta a palavra a situação se esclarece.


Bom, isso é o que eu disse, mas a palavra quem garante que eu não inventei? Pois bem, é por isso que estou aceitando de interessados também que gravem videos orando em línguas, para que eu veja se consigo interpretar. Pode ser me dado ou não. Há palavras em vocabulários que, segundo minha teoria, são repetidos, isto é: estamos falando as mesmas coisas.

"Lá", por exemplo, como uma nota forte, e "lálálálálá", considerada uma língua como falsa, como pura mentira, ficar só repetindo isso, na verdade é de um vocabulário de almas. Isto é, significa "almas". "Lá", como "lá uma", como "lá, lá estão elas" ou "lá está ela". "Lalalalala" é uma intercessão como por muita alma.

Ainda, é "lá", não "lã", ao contrario do que possa parecer.

Tal vocabulário é simbolo e sinal de protesto, tanto do crer que línguas não são verdadeiras, ou que esse vocabulário em particular, que parece dos mais simples e ridículos, e falsos, na verdade é um vocabulário verdadeiramente inspirado. E que os que só querem almas, só querem evangelizar, mesmo quando dão impressão de que são fraudes, ainda assim estão pregando querendo ALMAS não a LÃ, o dinheiro delas.

Já ouvi 2 pessoas além de mim usando tal vocabulário, isto é, falando essas palavras de forma muito parecida. Portanto, tenho uma grande confiança que outras pessoas também o tem e o terão.


Sobre outro tópico: sonhos. Tenho uma teoria de que nenhum sonho, nenhum sequer, é fruto do subconsciente. Envolve noções de complexidade irredutível (parte do estudo de identificação de um designer inteligente, qualquer que seja ele), que não consegui ainda formalizar o bastante, mas estou tentando.

Posso dizer que sonhos envolvem uma ordem tal de exatidão que um agente inconsciente como o "sub-consciente" não seria capaz de fazer, e que mesmo que o sonho pareça sem sentido ou parecido com algo do passado, pode perfeitamente ser fruto de algum agente espiritual (se Deus, ou se outro espírito, como um anjo mesmo um enganador, isso não vem ao caso, e sim que os sonhos precisam de um projetista).

Com base nisso tenho tentado interpretar sonhos também. Meus, inclusive.
Sei que sonhos podem vir a ser "pura bobagem", se um espírito fizer tal coisa. Mas creio que podem ser maneiras de comunicação e interação, que estão dentro do campo observável (individualmente), testemunhável e experimental.
E repito: TODOS os sonhos, segundo minhas teorias, são de objetos de ordem criada, projetada por algum agente.

Estou estudando as possibilidades, e tenho até mesmo uma interpretação de uma fala em línguas estranhas de um pregador famoso (mais de um inclusive), porém me sinto atualmente sobrecarregado e com dificuldades de organização, cooperação e/ou finanças para ter estas duas outras.

Eu aceito videos de qualquer um que esteja supostamente falando línguas inspirada por espírito (santo ou não) para tentar interpretar.

Também incentivo a busca do dom espiritual (Deus pode dar), e da memorização de interpretações com intuito de decifrar e confirmar que há coerência lógica nas palavras.

Tais pensamentos diferentes são frutos de um modo de raciocínio que tenho que é consideravelmente divergente dos religiosos: eu creio não só na veracidade, mas também na provabilidade, coerência, racionalidade da fé que possuo, que é uma fé do tipo cristã bíblica pentecostal, mas um tanto diferente das dos comuns hoje na minha sociedade em diversos outros pontos como da teria da salvação total.

Quem quiser entre em contato. Vídeos, gravações em sons, ou mesmo os textos do que acha representar o som das falas em línguas estranhas, ou resumos de sonhos servem.

Um comentário:

  1. Acho muito bom da sua parte essa busca pelo dom do discernimento espiritual. Mas acredito que seja impossível chegarmos a um único padrão para decifrar as línguas estranhas. Por que estamos falando de várias. Eu não sei se é verdade mas pode ser que cada legião de anjos tenha sua própria língua. É um mistério que Deus ainda não revelou

    ResponderExcluir