terça-feira, 17 de julho de 2012

Falsas profecias: Você é abençoado e Deus está com você! Sua vida vai dar certo!


Este artigo falará de um item do que espero tornar uma nova disciplina da teologia chamado "Estudo de profecias".Neste caso, vou falar sobre um mal da cultura cristã de profetizar para as pessoas bençãos sem a autoridade divina.

Existe no nosso meio muitos que falam “profetiza ai para seu irmão alguma coisa boa”
As pessoas são ensinadas a profetizar bênçãos, e incentivar as pessoas a ficarem aguardando bênçãos de Deus como se tudo estivesse bem, e as bênçãos viessem chegar logo.

É comum passarem imagens de mensagens como “Deus está com você, Ele vai te abençoar” uns para os outros na internet, despreocupados com quem recebe, e como está sua vida com Deus.

Eles assim o fazendo se tornam falsos profetas. Profetizam benção, fazendo da esperança fé, incentivam as pessoas a agir como se Deus fosse abençoa-las sempre, como se tudo estivesse indo “de acordo com o plano” divino, e que logo elas terão tudo o que pediram. Nem se preocupam com o pedido das pessoas, se é bom ou mau, pouco se importam se Deus quer atendê-la ou não. Acham que Deus vai abençoa-las sempre.


Tal atitude sustenta-se com a visão do Deus “só bonzinho” que nunca faz o mal nem deixa de fazer o bem, um mito teológico. Ao mesmo tempo, essa visão sustenta essa visão de Deus, e coopera para a insatisfação das pessoas.


Frequentemente também pessoas leem a bíblia citando passagens de mensagens ditas a heróis bíblicos falando uns para os outros. Repetem-se quando vão construir uma nova igreja ou mudar de casa “a glória da segunda casa será maior que a da primeira”, dizem de seus projetos “tudo o que pisar será vosso”, e falam como e fosse uma verdade teológica “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará”, somente por um salmista o ter dito.

Tais pessoas usam a bíblia de forma semelhante a um horóscopo ou fonte de adivinhação, e não atoa também tem o habito de pegar palavras sortidas para as pessoas em caixinhas de falas bíblicas.

Já houve um caso em que logo depois de eu criticar tal ato a um pastor, ainda assim, tentando ser tolerante, fui a uma roda onde abriria-se a “caixinha de mensagens”. Quando saia uma mensagem interessante era típico um irmão falar “Deus está falando hoje hein”.

Porém a mensagem que caiu a mim foi algo do tipo “arrepende-te do teu mal” ou coisa semelhante. Fiquei furioso, não sem razão. Eu não tinha feito mal algum aos meus olhos. Desafiei então o sistema, falei aos irmãos: então orem para que Deus fale o que eu devo me arrepender.
Disse isso porque não sentia culpa de nada, andava em perfeita harmonia com minha consciência. Hoje, penso que se tenho algo para arrepender-me é de ter ainda tolerado aquela rodinha de mensagens aleatórias.

É habito até dos melhores pregadores cometer esse erro grave de interpretação bíblica, repetindo bênçãos ao povo como se Deus estivesse falando com eles. O povo pensa que é Israel, e nos seus melhores momentos. Não mudam o seu coração por isso, não tratando dos seus problemas atuais, porque acham que já estão “abençoados”.

Não nego a capacidade de Deus de falar usando um texto bíblico, nem mesmo Dele fazer a pessoa abrir um texto bíblico ou ver um versículo, ou mesmo uma frase qualquer que não seja bíblica e ela receber aquilo como uma forma de Deus de comunicar-se com ela, sendo de fato verdade. Deus pode falar como quiser.

Porém, a menos que Ele faça tal coisa, o ato de ler a bíblia não é o ato de ouvir Deus falar com você. Nós devemos sim tentar extrair o máximo do conhecimento bíblico, e tentar aplicar as ordens, conselhos, instruções dadas também a nós para sermos justos como os personagens bíblicos, e isso ainda falo de modo geral. Não temos de guerrear literalmente com povos estranhos como foi ordenado ao judeus há tempos atrás, creio eu, tendo já recebido o mandamento de amar nossos inimigos.

Não devemos porém achar que “Deus está contigo, só seja forte e muito corajoso”. A verdade bíblica é que nem sempre Deus está com quem pensa que está. Deus pode deixar as pessoas se achando com intimidade com Ele sem o estar.
Tal comportamento é um dos maiores erros doutrinários que eu já vi. Alguém pode dizer com sinceridade que Deus é o seu pastor e nada lhe tem faltado? Alguém pode dizer em verdade que tem tudo o que deseja, sonhou, ou precisa? Com almas se perdendo, alguém pode dizer com justiça que tudo vai bem, sem ser egoísta?

Minha resposta a esses comportamentos de pastores e líderes que considero até mesmo brilhantes, bem como de cristãos mais ignorantes é a mesma: Não é dizendo que eles vão ficar bem que eles vão ficar bem. Não é declarando as bênçãos dos heróis bíblicos para eles que eles as receberão. Antes, é eles se tornando como os heróis bíblicos, e ainda melhor que eles, que eles terão mais chances de receber de Deus bênçãos semelhantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário