segunda-feira, 30 de julho de 2012

Fé e Razão - Poesia


Fiz uma poesia e canção sobre fé e razão. Esta crença de que fé e razão são coisas que se opõem é muito errado aos meus olhos. Fiz esta poesia para mostrar porque fé e razão são virtudes intimamente ligadas.
Quer você seja do time da fé, ou da razão, ou a favor de ambas as virtudes como eu, ou um incrédulo completo em ambas, o tempo de ler pode render-lhe uma grande ajuda no seu entendimento.
A crença de que a fé é conciliavel com a razão e com crenças cientificas verdadeiras, corretas, é uma das razões pelas quais criei esse blog, para raciocinar, pesquisar, em cima de crenças, e chegar na justiça sobre elas.

Poesia e Canção sobre fé e razão




Fé e razão.
Crer e pensar no que é.
Crer e crer de verdade.
Confiar e julgar.

Dizer que sabe e provar.
Crer e entender.

Saber a verdade... E buscar pela verdade...
Isso sim é que é ter fé.
Saber, pensando no que é.


Razão e fé.
Pensamento e conhecimento.
Analisar e acreditar.
Criticar e confirmar

Ter razão e ter certeza.
Estar certo e ter confiança.
Pensar e saber
Estar certo e ter no que crer.

Buscar sabedoria e Tê-la
não querer ser enganado e crer no não o ser.
Buscar a verdade... Acreditar ter alguma verdade.


Fé sem razão. É como confiança sem pensar. É como acreditar sem saber. É como dizer saber sem pensar.

Razão sem fé. É como dizer: Pensei (mas não dizer o que é).
É como dizer: nem tenho razão! E fé sem razão é como dizer: Nem tenho fé!

Só creio que é... Nem penso, só sei que é!
Nem tenho como saber! Só sei que é porque é!

Razão sem conhecimento... É como dizer “estou certo” em nada, nada, nada saber. De nada certo estar.

É injustiça com a verdade... Ter de escolher entre a razão ou a fé.
Entre o pensar e o saber. Entre crer e o guardar a fé. Entre pensar e perceber. Entre se fazer de sábio e ter algo, TER!

Quem diz “ninguém tem a verdade”, a verdade não tem.
Quem diz “tenho a verdade”: SE TEM ORA TEM,
SE NÃO TEM NÃO TEM.
Se sim, sim, se não não.
Se tenho fé, sei algo então.
E se não tenho, então não tinha não!

É injustiça com a verdade... Dizer “Só tenho fé”, mas não tenho a verdade... É como dizer “só minto que tenho fé!” É injustiça com a verdade, dizer “honrem minha fé”, sem se importar com a verdade... Sem se importar COM A FÉ, A VERDADE, QUE É O QUE É!
Fé e razão, numero e soma, informação e comunicação, semente e multiplicação.
 Filho e Pai, Pai e filho, não sem razão, a fé gera razão.
 A razão gera fé. A fé cresce, multiplica-se, e se verdadeira fé, tem sempre razão. Sempre tem razão. E se alguém tem alguma razão quanto a qualquer coisa, é porque tem alguma fé.
Não se escolhe entre a carta ou o carteiro, não se escolhe entre o produto e o produtor, não se escolhe entre o bom conteúdo e o bom julgador.
Se cada uma dessas coisas for de um time, cada jogador ferirá a seu irmão. E não é completude de virtudes. É mais fé, que dá mais razão, e mais razão, que dá mais fé. É mais crer, que faz pensar mais corretamente, e é pensando corretamente que se crê mais, da maneira correta. É!

Pense nisso! Creia nisso! Ou, se não quiser e conseguir, faça só um dos dois!
Me ensine como pensar sem fazer nada de produtivo depois
Ou aceite, ou não aceite, e não importa qual dos dois.
Veremos depois, veremos depois.
O que? O que? O que? O que?
Não dá pra saber.
Mas foi imprudência agir sem pensar. Fingir crer, fingir ter, sem ter. Sem perceber. Sem alcançar. Sem ver.
(As verdades. A realidade, e o saber).

Nenhum comentário:

Postar um comentário