quinta-feira, 28 de março de 2013

Amor = sexo?

"não pode um homem amar outro homem?"


Pergunto mais: pode um homem amar uma criança? Pode um homem amar os animais? Pode um homem amar uma sociedade inteira?


O termo "homoafetividade" está errado. Afeto = amor, carinho. Homo = igual.
O termo é homossexualidade mesmo.
E não é sinonimo de amor.

Será que ninguém tem noção mais de que amor é mais que sexo? O argumento de que deveriamos aprovar toda e qualquer expressão sexual como se fosse amor é um argumento falho, que ignora a questão da ordem sexual, naturalidade, possibilidade de doenças venéreas novas, etc.

Não estou exagerando em dizer que essa frase do "o importante é amar" já foi usada não só pró-pedofilia (ou seja, se você acha que a lógica é correta deveria aprovar) mas também da zoofilia.

Segue artigo sobre os s estranhos praticantes da zoofilia, para você não achar que eu to brincando:
http://br.noticias.yahoo.com/alemanha-aprova-lei-contra-zoofilia-e-gera-protestos-165037262.html

Eu previa que esse seria um dos grupos que sairia do armario pós homossexuais. Não comentei, mas usei da semelhança como argumento.

Porém vou mais longe: outros grupos a sairem do armario junto aos homossexuais são:
- os exibicionistas que inclusivem fazem sexo em local publico
- os defensores da poligamia
- os defensores da pedofilia

Na verdade eles já estão saindo... Procure defensores da homossexualidade e você poderá achar alguns deles no meio. Mas fica meu aviso. Vai aprovando as coisas ai pra vocês verem onde vão parar... Continuem aprovando tudo que é expressão de "amor" que não tem amor real a familia, crianças, reprodutividade, ordem social, Deus, religião e religiosos... Pode escrever. Eu estou, e já deixo publicado para dizer depois "eu disse".

ps: NÃO ODEIO HOMOSSEXUAIS, mas se o sistema deles for esse acho que não posso mais dizer que os amo... Afinal, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário