quinta-feira, 28 de março de 2013

defensores provam: NÃO É DETERMINADO PELA GENÉTICA

Homossexualidade não é uma escolha. Correto?
Hoje vou deixar que os defensores da homossexualide defendam suas idéias na integra. Claro, eu faço isso pq não sou homossexual e defensor de uma lei que proibe a liberdade de expressão de pensamento.

Depois do extremamente conclusivo estudo eu vou ficar tranquilo para usar a própria palavra deles contra eles:


Como o video é em inglês e nem todos entendem, vou resumir a parte da qual quero tratar:
Homossexualidade não pode ser mudada, segundo os criadores do video. A prova de que homossexualidade é genética é o fato de que quando um homem por exemplo é gay e tem um irmão gemeo as chances do outro também o ser são de 70%!

EXCELENTE ARGUMENTO ATIVISTAS! Obrigado por provarem que estão errados.

Irmãos gemeos identicos tem o exato mesmo DNA. Se a homossexualidade é exclusivamente genética, e nunca pode ser mudada, não envolve comportamento, ambiente, decisões, ou qualquer outro fator externo então irmãos gemeos identicos deveriam ter a mesma sexualidade em 100% dos casos.

É dar o tiro no próprio pé usar esse argumento. Convenhamos que 70% já é bem alto, mas eles são IDENTICOS genéticamente, então o gene é IDENTICO. Ou é algo determinado pela genética ou como podemos ver NÃO O É.

A saber, influencias genéticas podem ter consequencias em associações de comportamento também. Já li sobre isso. Até mesmo a chance de ser jogador de basquete é maior se a pessoa é alta... Bom, lógico! Isso não significa que há um gene determinador do comportamento, mas algo que ajuda na associação.

Os defensores acabaram de desmentir sua própria idéia. Mas vamos adiante:
Segundo estudos uma outra razão (nada genética) é o corpo da mulher que tende a ir bloqueando hormonios masculinos mais e mais, culminando numa maior tendencia dos filhos de uma mulher que teve varios outros filhos homens antes ser gay.

UAU! ISSO PROVA QUE É GENÉTICO?! Não, isso, se verdade, prova que hormonios VENCEM a genética.

A mãe não altera a genética do filho, que é fruto do óvulo + espermatozóide. Mas o seu corpo afeta o seu desenvolvimento. Isso significa que ele é afeminizado e tem tendencias homossexuais graças a HORMONIOS. UAU, NÃO HÁ CURA PARA A HOMOSSEXUALIDADE MAS PELO MENOS AGORA JÁ PODEMOS PESQUISAR COMO TODOS NÓS SERMOS HOMOSSEXUAIS!

Claro, estou ironizando. Mais um tiro no pé, os defensores da homossexualidade nos mostram como hormonios podem influenciar a orientação sexual, nos dando profundo argumento para crer que existe uma cura. Graças a Deus não criminalizei a expressão de pensamento com uma lei tipo PL122 impedindo eles de defenderem a própria causa!

Porém, vamos então aos fatos: 
Há pesquisas também sobre genes não só envolvidos na homossexualidade, mas também genes que são determinantes em doenças, genes que podem influenciar a violencia, e até mesmo o QI. Porém já tudo tem base genética vamos adorar nossa divindade dna e parar, nós pais de tentar aumentar o desempenho do filho com baixo QI e vamos parar de reprimir a violencia. Nem vou falar de doença, porque doenças genéticas não tendo cura é melhor pararmos de tentar curar essas coisas na medicina também... E dizer que é para se ter orgulho de qualquer doença genética que se possa ter.

Considerando essa situação, deveriamos entender: temos de parar de tentar curar cancer! assim como no video, há ministérios que tentam curar homossexuais, e nem sempre conseguem! Já que é assim deveriam parar de tentar! Parar de gastar com bobagem (ou poderiamos nos voltar para os hormonios como no caso da mãe que estimula o filho a mudar sua orientação sexual da hetero, padrão, para a homo só pq teve irmãos mais velhos... Mas esqueçam, é tudo genética!)!

Vamos ao invés disso seguir o conselho do video, e perguntar para as pessoas se elas já mudaram de preferencia sexual: eu já vi que já. Já vi no yahoo respostas por exemplo





Esses são 2 casos... Estou começando a minha coleção agora. Já vi no yahoo respostas gente falando "deixei de ser homossexual e nem precisei de religião". Porém os psicólogos é que decidem, certo?


Pois bem, minha professora de psicologia também chegou a comentar de casos de homossexualidade, ela de fato encontrou razões comportamentais para a homossexualidade que começavam com os pais. A exemplo, mães criando meninas vestindo-as de menino porque queriam ter meninos. Adivinha no que deu?

Mas vamos mais longe: minha professora, psicóloga, não conta, visto que é evangélica. Pessoas que pensam tais coisas são tão erradas a ponto de que não deveriam ser consideradas psicólogas.

Então vamos aproveitar e retirar o título de psicólogo do pr silas, da minha professora, e de outros tantos psicólogos como Freud, um pai da psicologia, afinal de contas ele achava aquelas coisas e não podemos tolerar tal coisa.  Não é ele o psicólogo do video?
Mas lembrem-se de artigo onde citei varios casos onde a homossexualidade é incentivada ou forçada...

E vamos fechar por aqui, considerando tudo o que aprendemos com homossexuais: eles não tem doença, apesar de não poderem mudar o que é genético (mesmo gemeos identicos tendo uns que são e outros que não), juntando ao fato de que a mãe ajuda a criar a homossexualidade nos filhos por bloqueio hormonal, então concluimos que quem é doente, homofóbico, sou eu, e que eu é que tenho uma doença psiquiatrica (depois de considerar que Freud vai também de psiquiatra para doente mental já cassado). Fechamos:

Só que ai eu digo que então minha doença é genética, não posso mudar, nasci assim mesmo, então nem doença é e lá vamos nós tudo de novo...

Edit: ah, como poderia esquecer: Já que o video encerra dizendo que uma lésbica diz que gosta de mudar de lado e o outro até diz CALA A BOCA... Isso foi para ajudar ou facilitar? Como é que vocês podem saber que a pessoa não pode viver heterossexualmente, se VOCÊS MESMOS... Afinal, de que lado vocês estão?

Nenhum comentário:

Postar um comentário