sexta-feira, 1 de março de 2013

Homossexualismo ou homossexualidade? Já estão ofendidos?

Será que ao fazer a critica sobre a necessidade ou não de uso de um termo.

Há pessoas que defendem que o termo "homossexualismo" é ofensivo, por ser um termo que ligado a idéia ofensiva de que é uma doença.

Antes de mais nada, qualquer um pode crer que homossexualidade é uma doença, e nem mesmo é preciso ter religião para isso. Nós temos liberdade de expressão e crença e direito de desenvolver ciência e conhecimento como cidadãos deste país. Assim o sendo mesmo que eu quisesse usar o termo com "ismo" pejorativamente, associando a uma doença, eu poderia.

Mas vamos deixar a questão de lado por hora.

será que essa reclamação é justa, ainda que de fato não pudessemos associar a pratica homossexual com uma perversão?

Ao contrario. o termo "ismo" nem sempre se refere a uma patologia.

Cristianismo, catolicismo  protestantismo, islamismo, budismo, ateísmo, deísmo, panteísmo, politeismo, monoteísmo... Diversas crenças e posições ligadas a teologia usam o termo, e não significam doença.

Mas não ´pára por ai: capitalismo, socialismo, comunismo... Essas filosofias sociais também usam o termo ismo, novamente sem efeito pejorativo obrigatóriamente. Moralismo, otimismo, realismo, são mais alguns exemplos, e bem positivos.

Ainda podemos ir além:
positivismo, patriotismo, iluminismo, humanismo, escotismo, são outros conceitos que usam o termo. O romantismo, o realismo, o modernismo, da literatura, são outros exemplos.

Afinal, o que isso tudo significa? A quem ofende o "ismo" senão a quem já está se sentido ofendido e mal suposta ouvir falar de si, quanto mais uma critica?

Numa tentativa de associar a pratica algo aprovado, os defensores da "homossexualidade" ignoram o fato de que termos negativos como ruindade, maldade, e crueldade, inimizade, desonestidade, dentre outros possiveis também usam o termo.

Aonde eles querem chegar? Na idéia de que eles decidem o que é certo ou errado, e não se pode acrescentar um ISMO, ao "homo" se ele não quiser.

Já que eles se ofendem tanto será que eu posso também criar uma lei que ameaça a sociedade acusando-a de injustiça sem provas satisfatórias, de que ela me maltratou e desrespeitou, e assim impôr sobre ela que parem de chamar "Cristianismo" e passem a chamar "cristiandade?" só porque eu me ofendo?



Nenhum comentário:

Postar um comentário