terça-feira, 18 de junho de 2013

Aprovação do projeto apelidado "cura gay" na comissão de direitos humanos

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/06/comissao-de-direitos-humanos-aprova-autorizacao-para-cura-gay.html


Uma palavra aos criticos:


pelo que entendi o projeto não obriga ninguém a se tratar, só garante que quem queira ser hetero possa procurar ajuda profissional, e garante o que foi praticamente proibido e que faria até o pai da psicologia froid ser casassado: fazer teorias discordantes das atuais acerca da homossexualidade


Criminalizando opinião de que homossexualidade é doença é facil afirmar que não é. É imposição.

Vão na seção homossexualidade. tá CHEIO de gente dizendo "sou gay não quero ser, ajudem", gente falando "to tendo tendencias homossexuais, não quero ser". Vocês que dizem que eles não podem receber ajuda estão bloquando os direitos deles. A lei não criminaliza nada.

O apelido cura gay é vosso. Dizer "não há cura para quem não está doente" é ser redundante com o vosso apelido do projeto. Uma ajuda para alcançar a preferencia CONSCIENTE é bem vinda. Senão um viciado em sexo heterossexual daqui a pouco também vai ter de aceitar seu vicio como normal ao invés de controlar-se. A decisão é DELES, não vossa

Tem homossexuais CASADOS, já conheci, e casados heterossexualmente. Eles naturalmente querem ser bons maridos, satisfazer suas esposas, não divorciar não serem adulteros. Afirmar que a unica razão para preferir a heterossexualidade a homossexualidade é a avaliação social de que homossexualidade é ruim 1 - desvia-se da possibilidade de fato o ser 2 - é uma mentira absurda. Como vocês mesmo falam "quem ia querer ser homossexual se pudesse escolher?" Agora vocês esquecem essa frase para dizer "não, deixa eles serem". Vocês estão negando direitos humanos então. A escolha sexual se é DIREITO é direito, e é ação VOLUNTARIA, e a pessoa tem direito a escolher controlar impulsos.

Além disso, só com IMPOSIÇÃO de lei que se consegue tornar algo impossivel para a ciência a longo prazo. Pode até não ter facil tratamento hoje (mas já conversei com psicologa que disse ter tratado gente sim) mas até doenças venéreas tem cura.

Se a pessoa quiser controlar seus impulsos e ser de acordo com o seu corpo ela não pode?Claro que deveria poder. Vocês não pensam nos individuos, só pensam na vossa filosofia. Tem gay que queria ser PAI, que queria ser pai de criar os filhos com a própria mulher coisa normal, não pai adotivo. A maioria das pessoas prefere as coisas normais, e tem MUITO gay que não gosta de ser gay, e que até pagaria para deixar de ser.

Além disso, não adianta brigar com o livro sagrado de +de 2k de idade. Se vocês acham que não deve acreditar na bíblia, problema é de vocês, muita gente acredita que a doutrina cristã está certa, e muito homossexual quer ser hetero para não ser pecador. Não adianta eu vir aqui com um doutorado em teologia e dizer "ah, ta tudo bem, tá liberdado". Nem papa tem autoridade acima da doutrina certa cristã, disse isso inclusive o papa anterior se bem me lembro.

Então o discurso de vocês é "viva o direito de ser viciado em uma preferencia sexual que eu não escolhi voluntariamente" ou realmente o direito?

Nenhum comentário:

Postar um comentário