sexta-feira, 14 de junho de 2013

Fé e milagres - Quem consegue milagre quando quer?

Você tem fé para receber qualquer milagre na hora que quiser?
Sou evangélico pentecostal, e creio em milagres, profecias, manifestações mais do que muitos outros do meu próprio segmento parecem crer.

Porém não acho que estejamos certos com nossa “doutrina” (quem dera fosse tão oficial para ser debatida) sobre a relação de fé e milagres.

Embora creio que muitos estão recebendo milagres em igrejas, tenho recebido muito uma pergunta de ateus que acho digna de respeito:
“porque Deus não cura pessoas amputadas, sem pernas, etc”
Na verdade não é que Deus garantidamente não cure, na bíblia Jesus cura a orelha de um, por exemplo, e já ouvi alguns poucos relatos de milagres desse tipo. Bem poucos, não nego.

Mas o fato é o seguinte: Deus pode curar qualquer coisa, isso é lógico, então porque temos pessoas deficientes as vezes nos próprios cultos? Qual é o pregador que consiga curar a todos?

Não conheço nenhum.


há pelo menos algumas linhas de pensamento com relação a milagres.
São as seguintes:

“só tomar posse, só ter fé que o milagre é seu” – Linha do RR. Soares
“Temos de pedir, buscar, mas quem decide no final é Deus” - minha
“se Deus quiser Deus que dá, não vou pedir” – Já ouvi algumas pessoas que pensam assim
“Deus não faz esses milagres hoje em dia” – se bem me lembro, Billy Gran defendia essa.

Quero discordar das duas primeiras com base na bíblia: na bíblia fala em milagres, e Jesus falou algumas vezes sobre pedir, valor da insistência, etc. Estou ciente de que milagres ocorrem hoje (infelizmente, são raros e descontroláveis o bastante para serem dificieis de serem experimentados)

O problema está entre a linha do RR e a minha. Segundo a dele é só pedir com fé, ou até mesmo exigir sem nem pedir, o que é seu como já dado por Cristo.
Apesar da abundancia de milagres relatados (creio que de fato muitos devem ter ocorrido) ele não está certo.

A razão? A razão é o fato de que: Deus cura sem fé (pessoas endemoniadas, pessoas mortas, etc) e falsos profetas levam pessoas que creem demais que Deus está com elas a errarem, como ocorreu com o rei acabe que creu nuns 400 profetas que diziam que ele ia ter a vitória, e não no único que disse que não iria... E morreu.

Quero dizer que é um assunto polemico, e reconheço. Algumas passagens como a em que Jesus diz que quem tiver fé como grão de mostarda mandaria a montanha se mover, e ela se moveria, dentre outras passagens onde Jesus não pode fazer milagres por falta de fé das pessoas (mas seria falta de poder, ou falta de honra a Jesus?). Não posso dizer que não haja algum envolvimento entre a confiança de que o milagre ocorrerá com a sua ocorrência, em muitos casos. Enquanto que outros, como o de pessoas mortas ou endemoniadas não exigem fé alguma da pessoa que recebe o milagre, o que indica que Deus não necessita de tal coisa.

Dito isso, ciente dessa polemica, realço o seguinte: eu confesso que não consigo fazer milagre algum, mas já interroguei umas pessoas que alegavam fazer e questionando elas afirmaram que Deus que revela o milagre, que Deus lhes dá eventualmente uma certeza de que serão curadas, etc. Cheguei a perguntar para um, o apostolo Coraiola (uma figura relativamente popular, e a quem em grande parte admiro) se ele poderia repetir um milagre que falou ter feito certa vez com instruções divinas, ou a vez que curou varias pessoas em um hospital e ele alegou que não. Quando perguntei do hospital ele disse “é evidente que não”. Ele alegou ter feito esses milagres (e creio que o fez) mas que o faz quando lhe é dada a fé, ele disse ter recebido o dom espiritual da fé. Acho que faz muito sentido.

Profetas nem sempre conseguem curar na bíblia. Nem mesmo Eliseu conseguiu fazer o milagre sozinho no caso da mulher cujo filho morreu. Mandou seu servo para ressucita-lo, e este seguindo suas instruções não conseguiu fazê-lo. Foi com algum esforço que ele insistiu em ir na direção do moço e cura-lo. Antes mesmo disso, quando Elias foi embora, Eliseu pegou sua capa para bater na água, não demonstrando certeza, mas parecendo ter duvidas ao dizer “onde está o deus de Elias?” O seu primeiro milagre ocorreu aparentemente quando ele tinha muitas duvidas.

Me lembro ainda de uma irmã que me contou dois relatos curiosos. No primeiro, ouviu uma voz que dizia para ela falar para uma pessoa numa oração que ela tava sendo curada. Com medo, ela não falou, só orou, mas quando foi orar por ela a mulher disse “to curada, to curada!”, alegando que tinham algo e que Deus a curou.

Em outra situação ela, a mesma mulher, instruída pela liderança, a curar uma pessoa paralitica, tentou fazê-lo e não conseguiu e passou muita vergonha mesmo declarando a cura.

O que ocorreu? Creio que o simples: no fundo quem cura é Deus e a fé é instrumento de honra, não um interruptor que sozinho liga os milagres Se assim o fosse, bastaria enganar uma pessoa para que ela cresse em algo que ocorreria.

Pessoas que apoiam doutrina oposta a minha frequentemente falam que os outros que não tem fé, mas como Jesus curou pessoas endemoniadas e mortas que nem esperavam o milagre? Elas transferem a responsabilidade para outros.

concluo sobre isso que nem mesmo os que defendem essa doutrina conseguem mover montanhas na hora que quiserem aparentemente, nenhum deles vai nos hospitais e esavazia-os sempre que quer, e todos eles no final morrem! Até os discípulos que na bíblia receberam autoridade diretamente de Jesus morreram, e nas cartas é comentado a um que tomasse vinho como um remédio para suas dores.

O que me irrita é que devido a essa ignorância e desprezo sobre o assunto, apenas afirmando para se ter fé, pessoas podem estar sendo prejudicadas na igreja e ateus estão questionando com razão. Dificilmente se diz “olha, vamos tentar alcançar um milagre aqui”.


O caso é grave, porém quando isso atinge a nossa igreja. Como vimos, as duas opções são polemicas, que tem considerável base bíblica e argumentos. Já defendi a minha linha, e esta é a a menos popular com relação a famosa linha do “milagre é seu, creia”.

Mas diante da questão, você já notou o quanto a linha dele é apoiada pelas chamadas pastorais, pregações e curas? A minha raramente é vista (na minha experiência, ao menos).

Quando até os pastores acreditam em algo errado o problema é serio. Mas quero me focar no caso dos louvores.

Louvores por assim dizer, aliais. Se num sentido amplo todas as musicas gospel cantadas na igreja são chamadas louvor, em outro o objetivo de muitas não é o engrandecimento direto de Deus com palavras, mas também:
- Falar para crentes palavras de animo
- Se por no lugar de Deus, falando com o povo

Acho que a raiz de tanto erro está ai. Claro que musica boa e que exalta a Deus não é só elogio, até uma musica romântica cristã pode exaltar o reino de Deus no incentivo de seguir seus mandamentos, ser bons, etc, mas no caso, o louvor deixou de ser louvor para ser um canto para o povo. Tentativas de aumentar a fé (na verdade, não o conhecimento, mas a confiança) das pessoas, seu animo, crer que terão a vitória, crer que hoje é o dia do milagre! Quantas musicas não falam “hoje é seu dia” ou “Deus está com você, você vai vencer”, etc?

Imaginem por um instante de humildade a possibilidade de Deus nem sempre querer executar o milagre, e que não depende exclusivamente da confiança da pessoa? Imaginem por um instante que uma pessoa pecadora também pode ouvir essa musica e achar que “Deus está com você, siga em frente” quando veio para ouvir sobre se algo que faz é correto ou não? Imaginem a tristeza de paralíticos e pessoas de varias doenças, pessoas desempregadas etc ouvindo culto após culto “hoje é o dia da sua vitória” sem nada receber? Eu vivi e vivo neste mundo.

Como já disse e reforço: creio em milagres. Mas não no efeito placebo, e nem que tenho poder de determinar quando é a vitória de alguém. Muitos até ensinam a profetizar pro irmão do lado alguma coisa, mas eu não faço. Eu não tenho autoridade por mim mesmo. Conheço quem profetize e ela não fala uma virgula da parte de Deus mesmo a pessoa pedindo exceto quando Deus a dá. Creio que o mecanismo correto é esse

Pior caso chega, aos meus olhos quando quem escreveu o louvor se põe no lugar de Deus, e canta pro povo, como quem canta para si mesmo que “Eu te amo, estou sempre com você, hoje é o dia da sua vitória, vou realizar aqui agora o seu milagre, etc”. Quem garante isso?

Algumas musicas tem astucia nesse ponto, de modo a correr menos risco de falar uma mentira. Uma musica como “você não morrerá enquanto o Senhor não cumprir em ti todos os sonhos que ele mesmo sonhou para ti” soa lógico com a capacidade divina, e tirando os sonhos para a sua posteridade (como de Abraão), soa bem razoavel.

Se por no lugar de Deus e dizer coisas ao povo é MUITO arriscado. Isso é coisa de profeta, não de quem louva. Especialmente considerando que a musica será ouvida em diferentes contextos e situações por varias pessoas, é profetizar literalmente sem saber a quem.

Todas essas coleções de cantorias e pensamentos erguem a doutrina rival a minha como fato, e fica difícil depois não ficar frustado achando que não se tem fé e que se deveria ter, na verdade rodeado de pessoas, até mesmo pastores que NÃO podem fazer os milagres quando querem. Se pudessem era só chamar a imprensa e os cientistas e aceitar todo e qualquer desafio e provaríamos a existência de Deus num piscar de olhos!

Fica minha duvida: se você não tem fé como um grão tal a ponto de mover os montes, porque exige ela do povo e alega que sua está certa? A minha, eu tenho isto: eu creio em Deus, e no seu poder, e que Ele faz quando Ele QUER, e que devo buscar milagre crendo que Ele pode dar e na esperança da sua benevolência. De minha experiência milagres são difíceis geralmente de se receber, embora possam ser recebidos, mas dependem primeiramente de Deus. Apenas isso.

Se eu fosse resumir os defeitos que encontro no meio cristão que me parecem os piores que me lembro, seriam:
- falta de amor a lógica como virtude
- falta de entendimento da fé e o que é fé
- falta de racionalidade
- falta de apego a ciência
- uso de mecanismos de efeito placebo sem atenção ao resultado ao invés da trabalhosa e humilde busca de Deus


Nada contra milagres aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário