domingo, 15 de setembro de 2013

Paradoxos teológicos e filosóficos



Um paradoxo é basicamente um raciocinio auto-contraditório.

Há muitos pensamentos autocontraditórios em debates sobre religião e a verdade em si. Ironicamente, essas frases são altamente populares:


- Não existe verdade absoluta
Ora, você diz, como se fosse uma verdade absoluta, que verdade absoluta não existe!

- Ninguém é dono da verdade
Ora, você então não é dono da verdade para afirmar que ninguém é dono dela!

- Ninguém sabe mais que ninguém
Então como você sabe disso, e outros ignoram, e eu em particular discordo?

- Nenhuma religião é certa ou melhor que outra, porque não sabemos qual é certa, não conhecemos todas, e cada uma fala uma coisa
Ora, se você diz que não as conhece bem, como afirma seguramente que nenhuma é melhor que outra? Isto é como chutar que se X pode ser qualquer numero até o infinito, então afirmar que X = 4 é errado, sem você saber que as pessoas concluiram isso vendo que X = 2 + 2, que você nem estudou.

- Todos as as religiões levam a Deus. Todas estão certas.
Ora, inclusive aquelas cujas doutrinas diz explicitamente que a outra está errada? Como "Ninguém vem ao Pai senão por mim" e o pensamento de evangélicos com relação a comunicação com os mortos que é oposto ao dos espiritas?

- Confiar sem provas em algo é errado. Por isso o ateísmo está certo.
Ora, você confia então que Deus não existe, sem provas? Então até que se provassem que microbios existiam, você estaria certo em confiar que não existiam sem provas?

- Se você não prova que Deus existe, então você não sabe.
Então todos inocentes considerados culpados injustamente em tribunal injustamente eram ignorantes, só porque não conseguiram comprovar? Neste caso, como você não provou essa afirmação, então você não sabe.

- O onus (dever) de prova é dos que provam a existencia, não dos que não provam: Até lá: Deus não existe.
Neste caso se eu nunca provar que tenho um nome, então não tenho até que prove? Neste caso, é necessário provar que o onus da prova é dos que provam somente. Isto são arbitrariedades ligadas a método para aceitar informações, não significa a verdade em si. A pessoa que assim o faz tem de reconhecer que assume a não-existencia, sem provas, por suposição falivel.

- É impossivel provar que Deus não existe. Logo, não existe até que se prove que sim.
Então se algo existir do outro lado do universo, inatingivel por humanos, então não existe?
Além disso, quem afirma essas coisas frequentemente são ateus que pouco antes ou mais tarde farão tentativas de provar a não existência de Deus por algum argumento filosófico, histórico, biológico, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário