quarta-feira, 4 de junho de 2014

Contexto?

drag quen na the night afirma que passagens contra homossexualidade não valem mais

Comentando sobre o evento da drag quen e seus argumentos que em resumo dizem que assim como outros pontos fora de contexto cultural, as passagens biblicas contra a homossexualidade estão fora de contexto.

Resposta:

respeito o direito da pessoa na sua  particular interpretação da biblia acerca da homossexualidade a questão do contexto cultural, mas discordo da posição.

A homossexualidade se difere dos outros pontos por ela apresentados porque de ponta a ponta a biblia sempre reprova a homossexualidade, e nunca a aprova.
não apenas em romanos, mas em co 6.10 a instrução é a mesma, além de que antes Deus deu uma lei a israel quem que homossexualidade era pecado abominavel.
Quando algo não varia com contexto, é forte indicador de que se trata de um mandamento independente de cultura e época (da lei pra Paulo tem + de um milenio.

Em oposição uso e costume temos recomendação de mulher cabelo comprido e homem cabelo curto nas cartas mas no V.T homem tem de ter cabelo cumprido. Comida antes da lei podia comer tudo, na lei não comia porco, e na graça come-se tudo. Ai soou desonestidade intelectual ou ignorancia apontar que a biblia manda não comer, quando a estrutura como um todo em resumo diz: agora livres.

A mulher calada em uma cidade de adoração a deusa da fertilidade com sacerdotisas sexuais que supostamente encarnam a própria deusa é uma coisa que torna o trecho fortemente associado a contexto cultural quando percebemos que a mulher não só ensina, mas profetiza no N.T e tb que uma mulher é autora de uma passagem biblica, pv 31, e portanto tem mais autoridade teológica que qualquer pastor subimisso a biblia.

O mesmo vale pra escravidão, Paulo na carta a filemon luta pra um escravo agora ser tratado como irmão, e embora mande escravos obedecerem senhores, no mesmo contexto manda todos obedecerem autoridades, filhos os pais, etc, tudo que era culturalmente correto, quando é obvio que nem ele achava que as autoridades romanas impondo idolatria eram totalmente certas, e que aquela situação era justa. É uma instrução de boa conduta, não uma aprovação. Tanto é que ele tb diz em outro momento pros escravos que se tiverem condição, busquem a liberdade, ironicamente num contexto onde ele diz a todos os outros grupos como casados, circuncidados que fiquem naquilo em que estão.

Ai a pessoa ignora que o próprio Deus criticou explicitamente a homossexualidade, jamais a aprovou oficialmente, e que ele é mais sabio que a avó dela.

Vc pode supor o que quiser, fato é que até onde Deus revelou, a homossexualidade nunca foi aprovada, e é portanto uma posição no minimo respeitavel assumir que essa doutrina não depende de contexto, tornando a doutrina rival, no minimo controversa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário